Dicionário enciclopédico sobre a Região

A criação de um dicionário enciclopédico sobre a Região foi dado a conhecer hoje na Universidade da Madeira.

Foi apresentado hoje na Universidade da Madeira a sede do futuro pólo madeirense do Centro de Literatura e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL). A ocasião serviu também para dar a conhecer a criação de um dicionário enciclopédico sobre a Madeira.

O anúncio foi feito pelo convidado José Eduardo Franco do CLEPUL que adiantou que a criação deste dicionário será um processo longo, mas que visa essencialmente atualizar o conhecimento relativo à Região, numa perspectiva moderna e de forma a que seja disponibilizado a todos os interessados, especialmente às instituições de ensino um conhecimento “rigoroso e abrangente de toda a Madeira, desde a sua cultura, ciência e história”. Será, no entender de José Eduardo Franco, uma referência que irá preencher uma lacuna existente ao mesmo tempo que vai promover o ensino e e cultura.

Segundo explicou, o projeto visa reunir e atualizar o conhecimento sobre a Região e terá a colaboração não só de especialistas e investigadores (núcleo base) mas também de instituições regionais e outras a nível nacional e internacional, especialmente aquelas ligadas à diáspora madeirense, nomeadamente os países que são fonte de turismo para a Madeira.

O catedrático lembrou também que com a realização desta obra haverá um documento de referência “para iniciar novos processos de investigação”. Isso mesmo foi referido por Luísa Paulinelli que irá coordenar o futuro pólo autónomo do Centro de Investigação da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Segundo defendeu, as universidades necessitam de uma área de investigação que seja reconhecida e que os trabalhos sejam divulgados, permitindo, por outro lado, que os alunos não fiquem apenas pelo certificado ou teses no fim dos seus estudos. “Queremos que os alunos tenham gosto em continuar investigando”.

Além de coordenar este pólo, Luísa Paulinelli lidera uma das áreas da enciclopédia – a literatura madeirense.

Por sua vez, o reitor da universidade, Castanheira da Costa, salientou a importância e necessidade de organizar a investigação de um modo diferente nas universidades onde tem que existir objectivos concretos. “As universidades têm que ter muito mais cuidado com a organização dos seus planos de investigação” e neste caso deu como bom exemplo a unidade do Centro de Artes e Humanidades da UMa que permite a pessoas de diferentes áreas participar no mesmo projeto.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

 

Pin It on Pinterest