Funchal recebe certificado “Cidade Amiga dos Idosos”

Inquéritos realizados, desde 2010, comprovam a satisfação das pessoas com mais de 55 anos.

O Funchal aderiu, em parceria com a Associação Vida, ao projeto Cidades Amigas dos Idosos. Este tem por objetivo trazer à planificação destes espaços um novo paradigma que promova a acessibilidade e a solidariedade com as pessoas mais velhas.

Rubina Leal, vereadora com o pelouro da área social, apresentou um balanço ao trabalho desenvolvido, desde o ano 2010, e que culminou hoje com a entrega de um certificado por um representante da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Foram feitos 88 questionários à população do Funchal, com mais de 55 anos, no sentido de aferir se a cidade era uma cidade amiga das pessoas idosas”. Entre os critérios avaliados estiveram, entre outros, a habitação, os transportes, os edifícios, os espaços públicos ou a cidadania.

A vereadora explicou que após uma análise das respostas, por uma equipa criada para o efeito, concluiu-se que o município do Funchal cumpre os requisitos mínimos para a promoção do envelhecimento ativo.

“A Organização Mundial de Saúde nos considera parte da Rede Mundial, bem como da plataforma nacional, uma vez que cumprimos os requisitos mínimos, e até para além disso, na adaptação dos espaços às pessoas com mais de 55 anos”.

Refira-se que segundo dados da OMS, em 2050, dois bilhões de pessoas serão idosas, dada a evolução da esperança média de vida não só nos países desenvolvidos, mas também nos países emergentes.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest