Recolha de alimentos da Cáritas já atingiu as 16 toneladas

Mas, o presidente da Cáritas apela à participação dos madeirenses no dia de hoje se possível com mais produtos para crianças, enlatados e leite.

O presidente da Cáritas Diocesana do Funchal, José Manuel Barbeito, revelou, há instantes, ao CidadeNet que a recolha de alimentos no dia de ontem já atingiu as 16 toneladas no armazém central, isto sem contar com os armazéns fora do Funchal e da Ilha do Porto Santo. Este é um número que já satisfaz José Manuel Barbeito porque “é um bom indicador”.

“Ao princípio do dia de ontem as coisas pareciam não estar bem encaminhadas, mas felizmente no decorrer da tarde e ao fim do dia a situação melhorou. Isto varia muito porque as vezes as pessoas ou vão mais de manhã, ou vão mais à tarde, ou vão mais no domingo depende mas penso que já termos 16 toneladas no armazém central é um bom indicador”, confessou.

Contudo, o presidente da Cáritas advertiu à participação dos madeirenses na dia de hoje porque ainda há muitos alimentos que fazem falta, nomeadamente os enlatados, o leite e os produtos para bebé.

“Estamos a viver uma situação muito difícil e infelizmente a tendência é piorar nos próximos meses e portanto todos os alimentos que vierem são bem vindos. Todos os contributos são necessários, e neste momento, era importante se as pessoas poderem reforçar os enlatados, o leite, e os produtos para crianças”, apelou.

Relembre-se que a Campanha de Recolha de Alimentos da Cáritas “Um pequeno gesto por uma grande causa”, está a decorrer em todas as superfícies comerciais do Pingo Doce e do Continente/ Modelo até ao final do dia de hoje. “Seja solidário, dê o seu contributo”, apela José Manuel Barbeito.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest