Dedicação e bênção da Igreja do Atouguia

A cerimónia tem lugar no próximo dia 24 de junho.

Vai ter lugar no próximo domingo, pelas 16h00, a cerimónia de dedicação e bênção da nova Igreja do Atouguia, paróquia do concelho da Calheta. A cerimónia será presidida pelo Bispo do Funchal, D. António Carrilho, e contará com a presença de D. Duarte Pio de Bragança – que se deslocou à Madeira propositadamente para testemunhar este ato, do presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, do presidente da Câmara Municipal da Calheta, Manuel Baeta, e demais entidades civis e religiosas.

Registe-se que esta igreja será a primeira da Diocese do Funchal a receber uma “relíquia” do Papa/beato João Paulo II a ser colocada no altar.

O plano arquitetónico da nova igreja paroquial do Atouguia é da autoria do arquiteto Cunha Paredes e contempla uma “cúpula”. O custo total da obra foi de 1.750.000,00 euros, sendo 1.000.000,00 euros da responsabilidade do Governo Regional, 300.000,00 euros da Câmara Municipal da Calheta e o restante suportado pela própria paróquia.

A igreja está construída num terreno de 3.261m2 na zona do Barreiro de São João, junto à Estrada Regional 222, no vale entre o Lombo do Doutor e o Lombo do Atouguia. A área total do edifício é de 857,60m2, tendo o piso térreo 666,30m2 e o segundo piso 191,30 m2. Em redor do edifício existem 26 estacionamentos (alguns destinados a pessoas com mobilidade condicionada), uma área de circulação viária, zonas verdes e um adro com 740,45m2”.

A nave central, no rés-do-chão, tem capacidade para 290 lugares sentados e acolhe ainda uma capela-mor; um altar lateral; uma capela do Santíssimo; um baptistério; uma sacristia; sala pastoral; um cartório e uma sacristia do dia-a-dia; uma sala de flores; uma sala de catequese; e WC. No segundo piso ficam as salas de catequese e outros espaços para os materiais necessários às atividades pastorais.

A paróquia do Atouguia foi criada a 24 de Novembro de 1960, por Decreto de D. David de Sousa, então Bispo do Funchal, tendo sido desmembrada da paróquia da Calheta. Oficialmente, aquele documento entrou em vigor em Janeiro de 1961. A sua primeira sede, provisória, foi a histórica Capela de São Pedro de Alcântara, do séc. XVIII. O padre Silvano Gonçalves é o pároco da Atouguia, desde Outubro de 2008.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest