Alimentação saudável e exercício físico no combate às doenças cardiovasculares [VÍDEO]

Em 2012, ocorreram em Portugal 23 mil mortes por doenças cardiovasculares, das quais 16 mil por AVC e 7000 por enfarte do miocárdio.

foto coraA Delegação da Madeira da Fundação Portuguesa de Cardiologia, com o apoio da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, assinala o Dia Nacional do Doente Coronário, sob o tema “Como prevenir o Enfarte do Miocárdio”, com a realização, hoje, de um rastreio dos fatores de riscos das doenças cardiovasculares, que inclui a medição da pressão arterial, índice de massa corporal, glicemia e colesterol.

Patrícia Pita, uma das enfermeiras que presta apoio na delegação regional, explica que a população em geral, mas sobretudo a população mais envelhecida, está muito atenta a estas problemáticas e aos cuidados que devem ter para minimizar os riscos, nomeadamente ao nível de uma alimentação equilibrada e da prática de exercício físico.

A saber, a doença coronária é provocada pelo estreitamento das artérias coronárias (as artérias que irrigam o musculo cardíaco – miocárdio), devido ao desenvolvimento de placas de aterosclerose no seu interior. Trata-se de um processo lento e progressivo, que passa despercebido durante muitos anos, mas que ao atingir um determinado ponto provoca o défice de irrigação do miocárdio, com manifestações típicas e, muitas vezes, com consequências mais graves.

Dados da Fundação Portuguesa de Cardiologia referem que, em 2012, ocorreram em Portugal 23 mil mortes por doenças cardiovasculares, das quais 16 mil por AVC e 7000 por enfarte do miocárdio.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest