Campanha “Uma Árvore pela Floresta” chega à Madeira

A Quercus e os CTT alargaram a 3ª edição do projeto “Uma Árvore pela Floresta” à Região Autónoma da Madeira.

Tânia Cova
tcova@tribunadamadeira.pt
A 3ª edição da campanha nacional “Uma Árvore pela Floresta”, que, em plena época de incêndios, pretende contribuir para a reflorestação dos bosques nacionais mais afetados por este flagelo, vai ser alargada à Região Autónoma da Madeira. A decisão foi anunciada pelos promotores da iniciativa, a Quercus e os CTT, no seguimento dos incêndios que devastaram parte do concelho do Funchal.
“Para contribuir para o projeto, basta que qualquer pessoa se dirija até ao dia 30 de novembro a uma das 320 lojas CTT aderentes e ofereça uma árvore, com o custo de 3 euros, valor que reverte totalmente para os custos do projeto, não havendo qualquer limite ao número de árvores que podem ser apadrinhadas.”
No momento da compra, é entregue um pequeno kit ao comprador, composto por uma “árvore” em cartão reciclado e um código. Esta “árvore” de cartão serve de lembrança e pode ser oferecida. O código serve para registar a árvore que a Quercus irá plantar até à Primavera de 2017, identificar a espécie e o local de plantação, bem como para consultar a evolução durante 5 anos do bosque onde foi instalada. Tudo isso pode ser feito através do site: http://umaarvorepelafloresta.quercus.pt.
Desde o arranque da campanha, os portugueses já contribuíram para a plantação de quase 7 mil árvores de espécies autóctones mais resistentes à propagação dos incêndios, mas também mais aptas a amenizar o clima, promover a biodiversidade e proteger a nossa paisagem, a água e os solos. No total, ao longo das duas edições da campanha, quase 5 milhões de portugueses tomaram contacto com a iniciativa e foram sensibilizados para a importância da biodiversidade e dos incêndios florestais.
Realçar que, em 2016, a campanha “Uma Árvore pela Floresta” foi também reconhecida na última edição dos Green Project Awards com a atribuição do 1º prémio na categoria “Iniciativa de Mobilização”.

Pin It on Pinterest