Incubadora madeirense celebrou protocolo com Turismo de Portugal

A incubadora de empresas regional, Startup Madeira (ex-Centro de Empresas e Inovação da Madeira), foi uma das 27 incubadoras do país que celebrou um protocolo de colaboração com o Turismo de Portugal.

A cerimónia intitulada “Fostering Innovation in Tourism” decorreu na últimaquinta-feira na Fundação de Serralves e contou com a presença do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, do presidente do Turismo Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, do Vogal do Conselho Diretivo do Turismo de Portugal, Carlos Abade e da presidente da Fundação de Serralves, Ana Pinho. A representar a incubadora regional esteve a respetiva Presidente do Conselho de Gerência, Patrícia Dantas de Caires.

O protocolo agora estabelecido visa criar condições mais favoráveis para estimular o empreendedorismo no setor do turismo, através do desenvolvimento de novas ideias e modelos de negócio, com capacidade de revitalizar e potenciar a inovação e o crescimento competitivo do setor.
Ou seja, com a colaboração do Turismo de Portugal, pretende-se a criação no país de uma rede de incubadoras de empresas especialmente focadas no desenvolvimento de ideias e de modelos de negócio associados ao setor do turismo, tendo em conta que as incubadoras são espaços preferenciais de apoio a novas iniciativas e de promoção do empreendedorismo, de inovação e de ligação a centros de conhecimento.

Patrícia Dantas de Caires refere que este protocolo se reveste de especial relevância para a Madeira, por esta ser uma região onde o turismo é um setor-chave para a economia. “Isto pode ser o incentivo necessário para que se assista a uma especialização ao nível das empresas regionais que querem apostar na área da inovação e tecnologia”, acrescenta.

No âmbito do protocolo agora estabelecido e que tem a duração de 5 anos, o Turismo de Portugal compromete-se, por exemplo, a criar condições para o desenvolvimento de programas de aceleração associados ao setor do turismo, assegurar a participação de startups e de novas empresas associadas ao setor do turismo em incubação nas incubadoras abrangidas nas feiras de turismo no estrangeiro e disponibilizar o apoio das respetivas equipas de turismo no estrangeiro para a promoção de contactos internacionais nos mercados relevantes para o desenvolvimento das startups e empresas em incubação.
Já as incubadoras deverão, entre outros aspetos, fomentar uma cultura de empreendedorismo no setor do turismo e desenvolver as iniciativas adequadas a assegurar a integração nos respetivos programas de incubação de startups e de novas empresas que tenham em vista o desenvolvimento de novas ideias e de modelos de negócio associados ao setor do turismo.

No âmbito do protocolo, será também criado o prémio Turismo Incubadora do Ano que se destina a premiar as estruturas de incubação que mais se distinguiram no apoio ao desenvolvimento de startups e de novas empresas no setor do turismo, assim como no fomento do apoio ao empreendedorismo.

Pin It on Pinterest