Trump evita «tocar» em Michelle

“Não consigo imaginar melhor maneira de Donald Trump perder ainda mais a face do que atacar a primeira-dama dos Estados Unidos”, disse aos jornalistas Eric Schultz, porta-voz adjunto da Casa Branca, a bordo do Air Force One, o avião presidencial.

Acusado por quatro mulheres de as ter atacado sexualmente, pressionado pelo próprio partido a desistir da corrida e a perder terreno nas sondagens, Donald Trump lançou-se num ataque contra aqueles que espalham “mentiras horríveis” contra ele.

Dos media à rival democrata, Hillary Clinton, muitos têm sido visados, mas de fora contra afirmações “total e absolutamente falsas” ficou Michelle Obama, apesar de a primeira-dama ter sido desde o início uma das maiores críticas de Trump. O candidato republicano tem evitado referir-se à primeira-dama, uma prudência que a Casa Branca exigiu hoje que continue a ter.

Recorde-se que Michelle tem sido uma figura presente na campanha de Hillary Clinton, tendo sido responsável por um dos mais fortes discursos da convenção que a confirmou como candidata democrata em julho,

Na quinta-feira, Michelle voltou a destruir Trump com a sua argumentação, sem nunca dizer o nome do republicano: “Os líderes deviam cumprir os parâmetros mínimos da decência humana”, sublinhou disse a primeira-dama dos EUA.

Pin It on Pinterest