Indicador de Confiança dos Consumidores aumentou

O indicador de confiança dos Consumidores aumentou em setembro e outubro, após ter diminuído nos três meses anteriores. “O aumento do indicador de confiança dos Consumidores nos últimos dois meses deveu-se ao contributo positivo de todas as componentes, perspetivas relativas à evolução da situação económica do país, da situação financeira do agregado familiar, da poupança e do desemprego”, revelam os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Paralelamente, o indicador de confiança da Indústria Transformadora aumentou, após ter estabilizado no mês anterior, verificando-se um contributo positivo dos saldos das perspetivas de produção e das apreciações sobre a evolução dos stocks de produtos acabados e um ténue agravamento das opiniões sobre a procura global.

“O indicador de confiança da Construção e Obras Públicas tem vindo a aumentar desde julho, o que no último mês resultou da evolução positiva das opiniões sobre a carteira de encomendas. O indicador de confiança do Comércio diminuiu ligeiramente em outubro, após ter aumentado desde abril, refletindo o contributo negativo do saldo das opiniões sobre o volume de vendas.

O indicador de confiança dos Serviços também diminuiu ligeiramente em outubro, depois de ter aumentado nos dois meses anteriores, devido ao agravamento das perspetivas sobre a evolução da procura e das apreciações sobre a atividade da empresa”, conclui o INE.

Pin It on Pinterest