DGS sensibiliza para a “utilização correta dos antibióticos”

As infeções associadas aos cuidados de saúde e o aumento da resistência aos antimicrobianos constituem uma preocupação crescente à escala mundial. Projeções internacionais para o ano de 2050 estimam que, se nada for feito mais efetivo do que até agora, morrerão anualmente cerca de 390 mil pessoas na Europa e 10 milhões em todo o Mundo em consequência direta das resistências aos antimicrobianos.

A Direção-Geral da Saúde, através do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos juntou-se à Organização Mundial da Saúde e ao Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças com o objetivo de sensibilizar profissionais de saúde e população em geral para a utilização correta dos antibióticos, contribuindo para a diminuição da resistência das bactérias aos antibióticos.

A Semana Mundial (14 a 18 de novembro) e o Dia Europeu dos Antibióticos (18 de novembro) serão assinalados também em Portugal através de diversas iniciativas destinadas ao público em geral, aos profissionais de saúde e a estudantes das áreas da Saúde, coordenadas pelo Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistências aos Antimicrobianos, um dos Programas Prioritários da Saúde sob a égide da Direção-Geral da Saúde.

Nos últimos anos, Portugal tem evoluído de forma favorável no consumo de antibióticos, estando abaixo da média europeia. No entanto, segundo dados do Eurobarómetro referente a conhecimentos sobre antibióticos, Portugal é um dos países europeus onde existe um maior desconhecimento sobre a sua ação: 60% dos portugueses pensam que os antibióticos atuam sobre os vírus e 50% acreditam que servem para tratar constipações e gripe. Apenas 20% referem ter recebido informação nos últimos 12 meses sobre este assunto, o que está muito abaixo da média europeia.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger