Silva Carvalho condenado a quatro anos e seis meses de prisão

Jorge Silva Carvalho, antigo director do Serviço de Informações Estratégicas de Defesa, foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão pelos crimes de violação de segredo de Estado, acesso ilegítimo a dados pessoais, abuso de poder e devassa da vida privada por meio informático. A pena é suspensa na condição de pagamento de indemnizações no valor de 25 mil euros — 15 mil euros ao jornalista Nuno Simas e 10 mil euros a Pinto Balsemão.

No caso do jornalista Nuno Simas, o Tribunal deu como provado o crime de acesso ilegítimo a bases de dados, no caso do acesso aos dados telefónicos do então jornalista do Público. Silva Carvalho deverá pagar uma indemnização de 15 mil euros ao jornalista.

Em relação a Pinto Balsemão, a quem deverá pagar uma indemnização de 10 mil euros, o que estava em causa era a elaboração de um relatório sobre o patrão da Impresa. Neste caso foi dado como provado o crime de devassa da vida privada.

Pin It on Pinterest