Palestras “Ecoturismo no Concelho de Santana” e “Aquaponia em sua casa”

No passado dia 25 de novembro decorreu na Escola B+S Bispo D. Manuel Ferreira Cabral de Santana, no âmbito das comemorações da Semana das Ciências duas palestras, uma subordinada ao tema “Ecoturismo no Concelho de Santana” proferida pelo Dr. João Lemos, Presidente da Associação de Investigação Científica do Atlântico e destinada a alunos do 12.º ano e outra sobre “Aquaponia em sua casa”, proferida pelo Eng. Orlando Rodriguez e destinada aos elementos da comunidade educativa e meio envolvente.
Na palestra sobre o Ecoturismo no Concelho de Santana, o Dr. João Lemos abordou o conceito de ecoturismo, suas dimensões, objetivos e princípios, perfil do ecoturista, atividades aliadas, tendo deixado algumas sugestões/reflexões a futuros jovens empreendedores de como poderão promover o Ecoturismo na ilha da Madeira e particularmente neste concelho, nomeadamente: constituindo uma empresa de capitais mistos para gerir os percursos pedestres no concelho, com guias especializadas em cada itinerário, enfermeiros e trabalhadores para a sua manutenção; os percursos seriam pagos como forma de promover a sustentabilidade da empresa e dos próprios circuitos turísticos; publicar uma revista anual sobre o património do concelho e dos itinerários turísticos e oferecer nos portos e aeroportos da Madeira como forma de divulgar e promover o património de Santana; criar uma rede de geomonumentos e respetivos circuitos turísticos; candidatura das Levadas a Património Mundial da UNESCO; criar um circuito turístico para carros de bois no Pico das Pedras; dinamizar atividades desportivas em plena natureza e no mar, como forma de atrair os jovens de outros países; construir um Centro de Hipismo em Santana e circuitos turísticos relacionados com o mesmo (Pico das Pedras); criar várias empresas de animação turística com vocação para as atividades a desenvolver na Natureza; entre outras sugestões. Este preletor, finalizou a sua comunicação referindo que o Governo Regional deveria dispor de uma estratégia específica para o Ecoturismo em toda a Região Autónoma da Madeira e uma política de consciencialização ambiental para todos os visitantes dos lugares onde ocorrem as atividades ligadas à Natureza.

Na ação de formação sobre “Aquaponia em sua casa”, os presentes ficaram a conhecer as potencialidades da aquaponia nos dias de hoje, a sua importância em prol da sustentabilidade e como construir de forma simples um sistema aquapónico em sua de alimentos saudáveis, biológicos, a baixo custo, facilmente acessíveis nas varandas, ou terraços de sua casa, com reduzido prejuízo resultante de pragas, sem ter necessidade de remover ervas daninhas, nem revolver o solo ou remover os resíduos finais da filtragem dos peixes, com baixo consumo de água, baixas emissões de gases para a atmosfera; obtendo durante todo o ano alimentos frescos produzidos num espaço, que também embelezará a sua habitação, permitindo que esteja em contacto permanente com a natureza, mesmo no centro de uma cidade. casa. Relembre-se que a aquaponia é uma atividade praticada há muitos séculos, em diversos modos e escalas, que associa a aquacultura (produção de peixes) à hidroponia (produção de vegetais). Considerando a atual falta de proteína na alimentação

humana, a desertificação do planeta e a escassez de terrenos para cultivo, a aquaponia surge como uma ótima opção para o melhor aproveitamento dos espaços urbanos e agrícolas numa produção mais rentável de alimentos saudáveis e mais orgânicos a pequena, média ou grande escala. Verificou-se que a implementação de um sistema aquapónico em casa contribuirá para o aumento da sua qualidade de vida, uma vez que passará a beneficiar a escola.

 

Pin It on Pinterest