Bruno Le Roux demitiu-se do cargo

Bruno Le Roux demitiu-se do cargo de ministro francês do Interior após ter sido tornado público que pagou 55 mil euros às duas filhas para desempenharem funções de colaboradoras parlamentares. As alegações de que as filhas terão executado funções parlamentares não só durante as férias, como também durante estágios profissionais e até enquanto estudantes, de acordo com a Euronews, levou à queda do agora ex-ministro.

A questão foi levantada no programa de televisão francês Quotidien, na segunda-feira, quando um jornalista perguntou a Le Roux sobre o que pagou às suas duas filhas entre 2009 e 2016.

“Claro que tive as minhas filhas a trabalhar comigo, particularmente durante as férias do Verão ou outras férias escolares. Mas nunca aconteceu a nível permanente”, defendeu-se o ex-ministro socialista.

As filhas de Le Roux começaram a trabalhar com ele quando tinham 15 e 16 anos, e entre elas somam 24 contratos, o que dá um total de 55 mil euros em ordenados. A idade mínima legal para se trabalhar em França é 16 anos, a menos que se seja contratado por um familiar.

É a segunda polémica em França deste género, depois do mesmo ter acontecido com François Fillon, candidato às eleições presidenciais francesas.

Pin It on Pinterest