Carga fiscal caiu pela primeira vez em 2016

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) divulgou hoje que a carga fiscal caiu pela primeira vez em 2016, desde 2012, fixando-se nos 34,2% do PIB e reflectindo a redução do peso do IRS.

Na análise da conta das administrações públicas de 2016, publicada hoje, a instituição liderada por Teodora Cardoso refere que “em 2016, a carga fiscal decresceu pela primeira vez desde 2012, encontrando-se ao nível de 2014”, ou seja, 34,2% do Produto Interno Bruto (PIB).

Segundo o CFP, o desagravamento da carga fiscal em 0,3 pontos percentuais do PIB face a 2015 “reflecte a diminuição do peso dos impostos directos de 10,8% para 10,3% do PIB em 2016”, mas que “em contraste” também verificou-se um aumento do peso dos impostos indirectos no PIB de 14,6% em 2015 para 14,7% em 2016 e do peso das contribuições sociais efectivas de 9% para 9,2% do PIB.

Em 2012, a carga fiscal tinha sido de 31,7% do PIB, tendo subido para os 34% em 2013 e para os 34,2% em 2014, tendo registado um novo máximo em 2015 ao atingir os 34,5%, segundo o relatório do CFP.

Pin It on Pinterest