Governo preocupado com efeitos da seca

O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, avançou hoje que o Governo da República vai activar de imediato a Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Efeitos da Seca, uma vez que cerca de 80% do território estava em seca severa ou extrema no final do mês de Junho e, das 60 barragens no continente, 18 registam menos de metade da água que conseguem armazenar.

Os sinais de alarme vão levar à elaboração de um plano de contingência para enfrentar a seca e evitar consequências mais graves a meio do Verão. Os indicadores mais preocupantes registam-se, por exemplo, em concelhos do Alentejo e da Beira Interior, que podem chegar a Agosto sem água devido à seca e aos baixos níveis das barragens.

“De uma forma geral no país há motivos de preocupação e sobretudo na Bacia do rio Sado o caso já é mesmo muito preocupante”, admite o secretário de Estado.

Pin It on Pinterest