SEF faz quatro detenções por auxílio à imigração ilegal e lenocínio

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) levou a cabo uma série de operações, no decurso de investigação criminal na qual se investiga os crimes de auxílio à imigração ilegal e lenocínio, que culminaram na detenção de quatro cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre os 34 anos e os 53 anos.

Nas ações de fiscalização que decorreram no Norte do país, em Vila Nova de Gaia, realizadas por 35 inspetores do SEF, foram buscados 16 domicílios e 3 estabelecimentos comerciais, nas quais foram identificadas 13 cidadãs estrangeiras. Dessas, 3 encontravam-se em situação de permanência ilegal no país, sendo que 1 foi notificada a abandonar de imediato Portugal e duas foram detidas e presentes em tribunal.

Nas buscas foram apreendidos elevadas quantias de dinheiro, ainda não quantificáveis, vários documentos que traduzem o modus operandi do grupo criminoso, as atividades de favorecimento na entrada e permanência ilegal de cidadãos estrangeiros no país e os lucros avultados que obtinham da exploração da prática da prostituição. O estabelecimento de diversão noturna, selado e apreendido cautelarmente pelo SEF, encontrava-se aberto pelo menos desde 2009, sendo vários os procedimentos contraordenacionais e criminais que foram sendo levantados contra o mesmo.

Os quatro cidadãos detidos foram ontem presentes no Tribunal de Instrução Criminal do Porto que determinou como medidas de coação: apresentação trissemanal ao principal suspeito e apresentação quinzenal aos restantes arguidos. A todos foi determinada a proibição de contacto com as mulheres que se encontravam no estabelecimento.

Pin It on Pinterest