Abate de bovinos aumenta em quatro matadouros dos Açores

O abate de bovinos aumentou em quatro matadouros dos Açores nos primeiros nove meses deste ano, comparativamente ao período homólogo de 2016, apesar de se registar uma quebra global de 7,3%, informou hoje a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas.

De acordo com os dados remetidos pela tutela aos parceiros do setor da carne, o número de abates cresceu nos matadouros das Flores (28%), do Corvo (22%), de São Jorge (14,5%) e do Faial (11%).

Relativamente ao consumo local, verificou-se, entre janeiro e setembro deste ano, uma estagnação (-0,31%), comparativamente a igual período de 2016.

No que diz respeito à exportação verificou-se uma redução de 12,8%, apesar do crescimento verificado nos abates nos matadouros das Flores (194%), de São Jorge (30%) e do Faial (12%).

Os Açores produzem carne de grande qualidade em resultado do esforço dos empresários agrícolas e dos investimentos públicos realizados em infraestruturas de apoio à fileira, nomeadamente a construção de uma nova e moderna Rede Regional de Abate.

Como forma de promover ainda mais a carne açoriana, o Governo dos Açores autorizou recentemente a integração da Região no Centro de Estratégia Regional para a Carne dos Açores (CERCA), entidade de que também fazem parte a Federação Agrícola dos Açores e a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, como sócios fundadores.

O investimento já realizado e em curso na Rede Regional de Abate, a par dos mecanismos de apoio ao abrigo do POSEI, impulsionaram este setor para novos níveis de competitividade, estimulando mais os abates no arquipélago e a exportação de carcaças e de carne já embalada.

Pin It on Pinterest