Rússia recusa apelo dos Estados Unidos

A Rússia recusou o apelo dos Estados Unidos para cortar os laços comerciais e diplomáticos com a Coreia do Norte, pediu o reestabelecimento de conversações e acusando Washington de querer “provocar” Pyongyang. Isto na sequência do lançamento de um novo míssil por parte do regime norte-coreano, efectuado na passada segunda-feira.

“A nossa posição é negativa: enfatizamos repetidamente que a pressão das sanções está esgotada e que todas essas resoluções que impuseram sanções implicaram necessariamente retomar um processo político e retomar as negociações”, afirmou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov.

O chefe da diplomacia de Moscovo considera que “os recentes passos dados por Washington parecem ser deliberadamente destinadas a provocar Pyongyang para tomar algumas decisões difíceis”.

No início da semana passada a administração Trump voltou a assestar baterias contra Pyongyang, incluindo a Coreia do Norte na lista de países patrocinadores do terrorismo, de onde tinha sido retirada em 2008, durante a administração George W.Bush.

A medida, que foi considerada “ultrajante” pelo ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano, implica novas sanções comerciais por parte dos EUA contra a Coreia do Norte.

Pin It on Pinterest