Presidente da ACT foi demitido pelo Governo

O presidente da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), Pedro Pimenta Braz, foi demitido pelo Governo da República e está impedido de assumir novos cargos dirigentes no Estado nos próximos três anos.

Na origem destas sanções está um processo disciplinar instaurado em Setembro do ano passado por Pedro Pimenta Braz ter divulgado a todos os funcionários da ACT um documento que continha dados sobre o estado de saúde e a situação familiar de uma inspectora do trabalho.

O presidente da ACT é demitido do cargo duas semanas antes de a sua comissão de serviço terminar. Ocupava o cargo desde 2013, tendo sido nomeado pelo então ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, que detinha a pasta do Emprego.

O processo disciplinar foi instruído pela Inspecção-Geral do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, “tendo o secretário de Estado do Emprego concordado integralmente com a proposta de sanção disciplinar”, adiantou ao PÚBLICO fonte oficial.

Pin It on Pinterest