Petição pelo Dia Nacional da Esperança entregue na Assembleia da República

Foram entregues mais de sete mil assinaturas no parlamento, no âmbito de uma petição pela criação do Dia Nacional da Esperança, pelo Presidente do Conselho de Administração do IPO do Porto, Laranja Pontes, Francisco Rocha Gonçalves, membro do Conselho de Administração e José Dinis, coordenador da Unidade de Investigação Clínica do IPO Porto.

José Manuel Pureza, vice-presidente da Assembleia da República, recebeu o documento e aproveitou para salientar os avanços recentes no tratamento das doenças oncológicas, que configuram boas razões para “colocar a esperança no centro da abordagem”.

Estes gestos de iniciativa cívica devem merecer o reconhecimento por parte da Assembleia da República”, salientou José Manuel Pureza, que confirmou que, por ter mais de quatro mil assinaturas, a petição vai ser alvo de discussão plenária.

Desde 2015, que o IPO Porto celebra, nos primeiros dias da primavera, a Esperança. Numa iniciativa de portas abertas à sociedade, que conta com o apoio da Roche e que é protagonizada por profissionais de saúde, utentes do hospital, entidades oficiais, figuras públicas e muitos anónimos.

O Presidente do Conselho de Administração do IPO-Porto refere que “a criação do Dia Nacional da Esperança representa uma oportunidade de lembrar de forma positiva os doentes, os profissionais de saúde e os cuidadores”. Um dia que, como defende, “simboliza, acima de tudo, a confiança no progresso científico e na capacidade de tratar o cancro cada vez com mais sucesso.”

A iniciativa contou ainda com a participação de várias figuras públicas como Ana Bravo, Carla Ascensão, Jorge Gabriel e Miguel Guedes, que se associaram a este movimento e que, transformados em verdadeiros embaixadores, foram os protagonistas do vídeo Eu tenho Esperança”.

Pin It on Pinterest