Madeira recebe Mundial de Polo Aquático de juniores feminino

O Funchal recebe de 9 a 15 de setembro o Mundial de Juniores femininos – FINA World Junior Women Water Polo Championships Madeira 2019, uma organização da Federação Portuguesa de Natação, Associação de Natação da Madeira, Governo Regional e FINA – Federação Internacional de Natação.

Portugal, país organizador, estará a competir entre as melhores seleções do mundo: CHINA, JAPÃO, KAZAQUISTÃO, CANADÁ, BRASIL, USA, RÚSSIA, ESPANHA, HOLANDA, HUNGRIA, GRÉCIA, ITÁLIA, AUSTRÁLIA, NOVA ZELÂNDIA, ÁFRICA DO SUL.

O sorteio para o Mundial de Juniores femininos – FINA World Junior Women Water Polo Championships Madeira 2019 ditou a integração de Portugal no Grupo C com a África do Sul, Itália e Rússia.

Portugal inicia a sua participação frente à Rússia na segunda-feira dia 9 de setembro (20h00), defrontando a África do Sul na terça-feira dia 10 e a Itália, dia 11, sempre às 20h00.

Os jogos serão transmitidos em direto na FINATV e NATAÇÃO TV. Miguel Pires, Diretor Técnico Nacional: “a preparação correu bem com muito empenho e foco nos objetivos de se tornarem melhores jogadoras do que aquilo que já são para chegarmos ao Mundial e termos uma boa prestação.

O nosso objetivo, mais geral passa por melhorar a classificação obtida em 2007. Jogar em casa é sempre diferente. Sentimos mais apoio, melhor acolhimento. Gostamos de rever pessoas que já não vimos desde o Europeu. Mas também nos aumenta a responsabilidade porque temos de representar o país ainda de uma forma mais superior. A ambição e determinação são os nossos pontos fortes.

Porque a diferença delas para as equipas profissionais não existe. O que existe é no plano monetário. Porque no treino e ambição são o que caracteriza melhor esta equipa. Somos um grupo muito unido. Quanto aos adversários, nesta fase de grupos temos dois adversários muito fortes: a Rússia e a Itália.

Já os conhecemos de outras andanças europeias e sabemos que tem qualidade de jogo elevada.

Que nos vão criar muitas dificuldades. A África do Sul, apesar de não ser um adversário com que nós costumamos jogar, porque compete pouco no nosso continente, onde jogamos mais regularmente, sabemos que é uma equipa que está dentro do que esperamos e das capacidades que temos para disputar o resultado até ao fim. E até se estivermos ao nosso melhor podemos vencer.

Quanto ao Mundial, em termos gerais temos as seis equipas europeias no último europeu muito fortes. Fora do continente europeu os EUA e a Austrália também são países que também tem um nível competitivo muito elevado e irão disputar a medalha de ouro. Entre os oito países deverá sair o campeão do Mundo. O nível de jogo é muito elevado. Tem havido regras que tornam o jogo mais atrativo e dinâmico também no género feminino.”

Avelino Silva, presidente da Associação de Natação da Madeira: “A Madeira volta a receber um grande evento internacional que muito nos orgulha. Está tudo pronto nas Piscinas Olímpicas do Funchal para que seja o palco do Mundial de Polo Aquático. As atenções estão centradas na Madeira para uma competição disputada entre os melhores países do mundo do polo aquático, num momento de confiança nesta organização pelas organizações internacionais. A Associação da Madeira, em parceria com a Federação Portuguesa de Natação e a FINA, e com o apoio do Governo Regional e da Câmara Municipal do Funchal, pretende mais uma vez marcar o momento com uma organização de excelência.”

Jorge Cruz, vice-presidente FPN para o Polo Aquático: “Este mundial é muito importante.

Estava programado neste nosso ciclo de atividade da Federação portuguesa de Natação (FPN).

Uma confiança absoluta por parte da direção nas suas equipas técnicas e jogadores com o objetivo de melhorar a classificação do último mundial. Estamos confiantes em dar um resultado positivo aos portugueses. O evento, vem no seguimento do Europeu de 2017 também no Funchal que mereceu por parte dos organismos internacionais – Liga Europeia de Natação – os maiores elogios. Tudo o que antecede a preparação é fracamente positivo. Parabéns ao staff organizativo. Agradecimento especial à Associação da Madeira, que tem disponibilidade todas as condições, num belíssimo complexo olímpico para todas as disciplinas da natação. Espaço elogiado por todos. Uma palavra de agradecimento ao Governo Regional da Madeira que nos tem dado o seu apoio.”

GRUPO A

Hungria, EUA, Austrália e Japão

GRUPO B

Brasil, Holanda, Cazaquistão e Espanha

GRUPO C

Africa do Sul, Portugal, Itália e Rússia

GRUPO D

Grécia, Canadá, Nova Zelândia e China.

A seleção russa venceu a edição anterior do Campeonato Mundial juniores femininos em Volos – Grécia 2017, enquanto a nação anfitriã, a Grécia, conquistou a prata e a Holanda o bronze.

A classificação final completa da edição de 2017 foi a seguinte: 1. Rússia, 2. Grécia, 3. Holanda, 4. Espanha, 5. Estados Unidos, 6. Hungria, 7. Itália, 8. Canadá, 9. China, 10 Austrália, 11. Nova Zelândia, 12. Sérvia, 13. Japão, 14. Eslováquia, 15. África do Sul, 16. Croácia.

Pin It on Pinterest