Crianças aprendem a fazer composto vegetal

Alunos do 2ºano da Escola Básica do Palheiro Ferreiro aprendem como fazer um composto vegetal.

No âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, que decorre de 21 a 25 de Novembro, a turma do segundo ano da Escola Básica do Palheiro Ferreiro, foi esta tarde, ao Jardim Público da Ajuda, aprender a fazer compostagem vegetal, ou seja, como se podem aproveitar os resíduos domésticos, as folhas secas do jardim, as ramagens e as aparas de relva para fazer um composto vegetal.

Sob a orientação de Dayanara Padilla, aluna do mestrado de Agricultura Biológica da UMa e estagiária na área paisagística da Câmara Municipal do Funchal as crianças recolheram folhas secas no jardim e feno. De casa e da escola trouxeram aparas de madeira, restos de vegetais, cascas de fruta, borra de café e ficaram a perceber que com essas folhas, os restos de vegetais e cascas de fruta, mais um pouco de água e calor conseguem produzir um composto que ao fim de nove meses fica transformado em terra.

Dayanara Padilla, explicou que o composto deve ser aplicado na Primavera ou no Outono sendo que se deve seguir os seguintes procedimentos; num espaço do jardim ou de uma horta deve dispor no fundo do composto uma camada de ramos grossos, com cerca de 20 centímetros, de seguida deve-se dispor camadas de cinco a dez centímetros com a seguinte ordem: materiais castanhos, um pouco de borra de café e de terra, (que atraí minhocas), materiais verdes, borrifar com água cada camada e materiais castanhos, na última camada, para evitar problemas de odores e a proliferação de insectos.

De referir que esta é terceira edição da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, promovida pela CMF tem por objectivo sensibilizar para a importância da prevenção de resíduos, “redução, reutilização e recuperação”. De salientar que as escolas que adoptarem a prática da compostagem vão contribuir para a redução da quantidade de resíduos a enviar para a incineração.

A Semana Europeia da Prevenção de Resíduos é um projecto de três anos e tem o apoio do Programa LIFE+ da Comissão Europeia até 2011.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

 

Pin It on Pinterest