CDS apela ao Estado que evite equiparação do IVA

Os centristas apelam ao governo de Passos Coelho para evitar a equiparação do IVA da Madeira às taxas nacionais.

O CDS/PP da Madeira apela ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e ao ministro das finanças Victor Gaspar para que evitem a equiparação do IVA da Região às taxas nacionais nas negociações do plano de assistência financeira à Madeira. Esta tarde, em conferência de imprensa, o líder do CDS, José Manuel Rodrigues, afirmou que está ciente do estado de necessidade a que chegou a Madeira devido às irresponsabilidades financeiras PSD do PSD regional, no entanto, advertiu aos responsáveis do Governo da República que tenham “bom senso e prudência”.

“O aumento dos impostos não pode pôr em causa a continuidade territorial e a cobertura dos custos de insularidade. O aumento do IVA para as taxas nacionais significaria um aumento brutal dos preços e dos serviços turísticos e teria como consequência o agravamento das condições de vida das famílias retirando, simultaneamente, competitividade às empresas”, alertou o deputado centrista.

José Manuel Rodrigues considerou ainda que a equiparação do IVA na Região às taxas nacionais seria insuportável face aos custos dos transporte entre o Continente e as ilhas, “a insularidade e a ultra-periferia são realidades permanentes que não podem ser ignoradas pelo Estado mesmo em conjunturas financeiras extremas como as que estamos a viver”, frisou.

Os centristas apelam igualmente ao Governo da República para que “abra novas negociações com a União Europeia para um regime fiscal mais favorável ao Centro Internacional de Negócios da Madeira pois é necessário manter o emprego e a receita fiscal”, vincou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

 [twitter style=”vertical” float=”left”]


PUB