Montado do Pereiro “quase às moscas”

A tradicional festa do 1º de Maio no Montado do Pereiro que antes reunia milhares de famílias teve hoje muito pouca afluência.

 Foram poucos os madeirenses que hoje se deslocaram, ao Montado do Pereiro para festejar o 1º de Maio, Dia Mundial do Trabalhador. Às 14h00 quando o CidadeNet chegou ao local pode constatar que esta festa, organizada pelo governo através da secretaria regional dos Recursos Humanos já não é o que era, pois era evidente a falta de pessoas num recinto que há anos atrás, neste dia, era quase impossível circular.

Eram poucas as famílias, as barracas e os autocarros que são colocados pelo Governo Regional para quem não tem transporte próprio foram apenas dois este ano. A crise parece ter chegado também a estas paragens.

À fala com os poucos comerciantes que ali se deslocaram todos se queixaram da pouca afluência, mas ninguém quis gravar para a nossa reportagem. Também algumas famílias que decidiram passar o dia no recinto esperavam que a festa fosse melhor e com mais gente.

O secretário com a tutela dos Recursos Humanos, Jaime Freitas, também esteve no local limitando-se a visitar as poucas barracas ali existentes e trocando algumas palavras com os comerciantes. À comunicação social garantiu que o Governo Regional está a fazer tudo para combater o desemprego. O tempo também não ajudou estava muito frio e já se faziam sentir alguns pingos da chuva.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest