Marinha quer mais envolvimento com a população

É também um dos objectivos das actividades previstas no âmbito do Dia da Marinha.

As comemorações do Dia da Marinha na Região Autónoma da Madeira fazem-se, este ano, com menos verbas, mas com mais actividades. Amaral Frazão, Comandante da Zona Marítima da Madeira, destacou também uma maior abertura à população.

“Esta comemoração para o Dia da Marinha foi um pouco diferente daquela de outros anos. Para já, porque foi possível agregar um conjunto de boas vontades para termos um programa mais espaçado no tempo e mais diversificado. Diversificado quanto ao tipo de actividades que temos e também quanto ao alcance e envolvimento da população”.

Apesar dos constrangimentos impostos aos organismos públicos, Amaral Frazão disse ser uma oportunidade para colocar em prática outras ideias e apostar na interacção com outras entidades públicas. A visita do Representante da República à Deserta Grande contou, por exemplo, com a parceira do Parque Natural da Madeira e o facto de se aproveitar a rendição dos Vigilantes da Natureza.

“Damos assim visibilidade às actividades da Marinha e a uma das suas tarefas”, acrescentou, sublinhando que as instituições devem apostar numa cultura de proximidade às populações, sobretudo num momento em que se questionam orçamentos e, por vezes, a própria validade das instituições.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest