Investimento estrangeiro já representa 23% das transações imobiliárias

Lisboa, Loulé e Cascais são os municípios mais procurados no último trimestre.

Imagem 01De acordo com os dados do Gabinete de Estudos da APEMIP – Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal, entre janeiro e setembro de 2014 foram transacionados cerca de 75 mil imóveis (tanto urbanos, como rústicos ou mistos), tendo o terceiro trimestre do ano registado 27 mil transações, registando um crescimento de 8% face a igual período de 2013.O investimento estrangeiro representou 23% do total das transações efetuadas nos primeiros nove meses do ano, com um total de 17.300 negócios efetuados, e no último trimestre (julho, agosto e setembro) registaram-se 7.300 transações feitas por estrangeiros.

Lisboa, Loulé e Cascais são os municípios mais procurados no último trimestre e os britânicos, chineses e franceses continuam no TOP3 dos investidores que mais procuram o imobiliário português. Entre estes, destaque para os negócios realizados por cidadãos chineses que têm vindo a aumentar consecutivamente nos últimos três trimestres.

De acordo com o Presidente da APEMIP, Luís Lima, “estes dados confirmam a retoma do sector imobiliário. De acordo com os números divulgados pela APEMIP, e cuja credibilidade foi recentemente demonstrada quando comparámos os números por nós divulgados com os números revelados pelo o INE, registam um aumento consecutivo do número das transações imobiliárias. Os investidores estrangeiros continuam a procurar o nosso país, e o mercado interno está também mais dinâmico” disse.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]  [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest