Pequenos projetos agrícolas têm «burocracia mais leve»

Os pequenos projetos vão até 10 mil euros, com uma taxa de comparticipação na ordem dos 75%.

IMG_1653O secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, Manuel António Correia, anunciou hoje uma desburocratização no acesso às ajudas da União Europeia, sobretudo no que diz respeito aos pequenos projetos agrícolas.

«No anterior quadro comunitário esses pequenos projetos eram até 5 mil euros, recentemente puxamos para 7.500 euros o tecto máximo, e nos últimos dias, por via da negociação que continuamos a fazer, subiu para 10 mil euros no próximo quadro comunitário”. Uma classificação que implica também uma maior taxa de comparticipação, na ordem dos 75% a fundo perdido.

O governante falava no encerramento da XX Semana Cultural da Ilha, um evento que assume grande importância para Casa do Povo da Ilha e para o concelho de Santana, dado que representa uma oportunidade de divulgar e promover as suas particularidades culturais. Além disso, tem-se revelado palco de análise e debate de temáticas socioculturais da atualidade especialmente, no que concerne às zonas rurais. «A cultura é certamente uma forma de marcar a diferença», disse, sublinhando que estas áreas merecem atenção e o respeito das entidades nacionais e internacionais.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest