Hotelaria mantém crescimento

Há a registar uma ligeira desaceleração no crescimento de hóspedes e dormidas.

hoteisDados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) mostram que em novembro de 2014, os estabelecimentos hoteleiros registaram 929,3 mil hóspedes e 2,4 milhões de dormidas, resultados que se traduzem em aumentos de 8,8% e 11,4%, respetivamente. Estes aumentos foram inferiores aos de outubro (+14,0% e +13,9%).

As dormidas de residentes fixaram-se em 710,0 mil (+5,9%). Um resultado que representa um abrandamento face aos últimos meses (+12,5% em outubro, +10,9% em setembro e +15,0% em agosto). Já as dormidas de não residentes aumentaram 13,9%, correspondendo a 1,6 milhões.

No mês em referência as dormidas aumentaram em todas as regiões, tendo sobressaído os Açores (+26,0%), devida principalmente à evolução dos mercados externos. Lisboa e Algarve também registaram aumentos expressivos (+15,1% e +13,7%, respetivamente), tendo estas regiões concentrado 31,8% e 21,8% da procura, seguidas pela Madeira (17,5% do total).

Os dados mostram que a estada média foi 2,53 noites (+2,3%), sendo que na Madeira a estadia situou-se em 5,61 noites, em média, seguindo-se o Algarve (4,17) e Açores (2,90). Nesta última

região observou-se o maior aumento (+6,4%), sendo também de assinalar a evolução de Lisboa (+3,2%) e Algarve (+3,0%).

No que concerne aos proveitos, em novembro de 2014, a hotelaria registou 113,4 milhões de euros de proveitos totais e 75,3 milhões de proveitos de aposento, correspondendo a crescimentos de 15,8% e 14,7% respetivamente, em linha com os do mês anterior (+15,2% e +16,3%). Considerando o período de janeiro a novembro, os acréscimos foram ligeiramente inferiores (+12,6% para os proveitos totais e +13,3% para os de aposento).

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest