Pesquisas integrais de informação disponíveis em breve no ABM

Dentro em breve, com uma simples pesquisa, os utilizadores do Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Região – ABM terão acesso a toda a documentaçao existente naquele local, quer sejam registos oficiais, paroquiais e mesmo fotografias. A novidade foi avançada, ao final da tarde de ontem, por Eduardo Jesus, secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, à margem do auto de doação da casa fotográfica “Foto Londres”.

Segundo o governante, “o software archivo que está a ser desenvolvido e reforçado do ponto de vista dos conteúdos em que qualquer dia será possível , chegar a todo o arquivo com apenas uma entrada”.

Este é “um avanço importantíssimo”, realçou Eduardo Jesus, até porque “este é o ensejo” do Governo Regional: “Que todo este arquivo se torne em conhecimento à disposição de todas as pessoas. Porque guardar não é suficiente. É preciso guardar, preservar e dar utilidade e dar utilidade é a função que nos compete”, sublinha.

O secretário regional fez ainda questão de salientar, dirigindo-se à família de Manuel Pestana, fundador da “Foto Londres”,  que “nada disso seria possível sem receber estas doações e este é um gesto com grande significado”, disse fazendo um agradecimento à família por este gesto e sublinhando que “o ABM tem merecido cada vez mais procura de pessoas, famílias, empresas, instituições que deixam aqui com a tentativa de perpetuar esse depósito e através dele permitir conhecimento”.

O arquivo da Foto Londres foi entregue à Região pela Senhora Odete Bettencourt Alves dos Santos Pestana. É constituído por cerca de 54.000 espécies fotográficas, sobretudo fotografias de ateliê (maioritariamente de bilhete de identidade) bem como reportagens de casamentos, batizados e primeiras comunhões.

Com a assinatura deste contrato o ABM compromete-se a zelar pela conservação, tratamento técnico, acessibilidade e comunicação dos documentos entregues à sua guarda.
Fábio Pestana, filho do fundador da “Foto Londres”, aproveitou a ocasião para explicar que p acervo doado “representa uma pequena parte de 50 anos dedicados à fotografia. Temos pena de não ser maior e de não ter sido feita mais cedo”.

Agradecendo aos presentes, e sobretudo ao ABM, em nome da família disse ainda esperar que o material doado “sirva para enriquecer o espólio do arquivo que deem utilização ao mesmo”.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger