Euforia total na festa de Natal do MAC

Foi um momento de grande euforia aquele que se viveu hoje na festa de Natal do Movimento do Apostolado das Crianças.

120 crianças do Movimento Apostolado das Crianças (MAC), associação que trabalha com crianças desfavorecidas dos bairros sociais, receberam esta manhã, numa festa de Natal realizada na igreja Paroquial dos Álamos, vários presentes que os deixaram com um sorriso estampado no rosto e cheios de vontade de brincar, foi uma euforia total. Bolas de futebol, carros, bonecas, livros, pulseiras, nenucos, barbies, jogos, puzzles entre outros brinquedos foram distribuídos pela coordenadora do MAC, Sónia Ferraz, e por alguns amigos do MAC, nomeadamente, José Manuel Rodrigues do CDS e Roberto Vieira do MPT, às crianças e adolescentes que vivem nos bairros da Ribeira Grande, Santo Amaro, Vera Cruz e Fontaínhas que se reuniram esta manhã num lanche de Natal.

Em declarações ao CidadeNet Sónia Ferraz fez questão de salientar que a festa de Natal para as crianças do MAC só foi possível devido à ajuda da Ground Force, do CDS/PP, de pessoas amigas e de algumas instituições e pessoas individuais que não quiseram dar a cara, mas que deram um contributo muito grande para que as 120 crianças do MAC pudessem ter uma prenda neste Natal e um lanche “bastante abastado”.

“É com grande alegria que proporcionamos esta festa porque algumas destas crianças os brinquedos que levam são os únicos que vão receber no Natal pois a maioria dos pais destas crianças está no desemprego e o dinheiro não chega para tudo”, observou, acrescentando que o que mais a deixa feliz é ver o sorriso das crianças.

Na oportunidade, José Manuel Rodrigues, deputado e líder do CDS lembrou que o seu partido e ele próprio há muitos anos que ajuda o MAC e este ano não podia ser diferente mesmo que a conjuntura seja difícil. Na ocasião, o presidente do PP/Madeira defendeu que “os partidos são instituições de utilidade pública e têm a obrigação de neste momento de sacrifícios e de profunda crise económica, que atinge o tecido social, de ajudar estas instituições que trabalham com crianças e com as famílias mais pobres”, considerou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest