Resgate das turistas foi amplamente divulgado na Dinamarca

Resgate das turistas foi amplamente divulgado nos órgãos de comunicação dinamarqueses.

O caso das duas turistas dinamarquesas, que foram encontradas ontem sem vida na zona dos Socorridos, em Câmara de Lobos, tem sido amplamente divulgado em vários órgãos de comunicação social da Dinamarca, bem como nos restantes meios nacionais e regionais.

As duas senhoras, que se encontravam de férias na Região Autónoma da Madeira, desde o dia 29 de Dezembro, saíram para uma caminhada e não mais regressaram ao hotel. As buscas que se iniciaram, na passada terça-feira, mal foi dado o alerta às autoridades, terminaram com o pior desfecho possível.

O www.stiten.dk, o www.cphpost.dk (Copenhagem Post), o www.sn.dk, o www.information.dk, o www.news.yahoo.com, ou o www.ekstrabladet.dk são apenas alguns dos jornais onde consta informação sobre o desaparecimento e resgate das duas turistas: Ulla Linnea Ruby, de 73 anos, e Amalie Kjerstine Flindt, de 76 anos.

A Polícia Judiciária disse tratar-se de um acidente, descartando outras possibilidades que se colocavam ao início, como um possível assalto. Mesmo porque as vítimas foram encontradas com os seus pertences.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest