ANF suspende medicamentos a crédito

A partir de segunda-feira, a ANF deixará de dispensar os medicamentos a crédito na Madeira.

Está confirmado. A Associação Nacional das Farmácias fez saber através de comunicado que a partir da próxima segunda não irá dispensar medicamentos a crédito na Região pela falta de pagamento do Governo Regional para regularizar a dívida que já ascende a mais de 77 milhões.

“As farmácias aguardaram até ao limite das suas possibilidades. Aguardaram que lhes fosse efetuado hoje (sexta) um pagamento, que permitisse retomar o plano para regularização da dívida em oito anos. Esse pagamento não foi efetuado, nem foi dada qualquer explicação”, lê-se no comunicado distribuído pela ANF acrescentando que devido ao incumprimento, as farmácias são “obrigadas a suspender, a partir de dia 09 de janeiro, inclusive, o crédito ao Governo da Região Autónoma da Madeira”.

O Comunicado da ANF termina dizendo que a partir de segunda, os beneficiários “terão de solicitar directamente ao Governo Regional a comparticipação no preço dos medicementos, que até agora era logo descontada pelas farmácias no ato da compra. (…) “As farmácias são as primeiras a lamentar esta situação e esperam que o Governo Regional retome o Plano de Pagamentos acordado, que lhes permita cumprir com o sistema financeiro e, por essa via, pôr fim a esta situação que prejudica a população da Madeira e as farmácias”.

Recorde-se que o presidente do Governo Regional disse na passada quinta, em entrevista à RTP, que não havia de momento condições para garantir o pagamento da dívida às farmácias.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest