Ordem dos Economistas quer manter “capacidade técnica” e “independência”

André Barreto é o novo presidente da delegação regional da Ordem dos Economistas na Madeira.

fotografia 2O novo presidente da Delegação Regional da Madeira da Ordem dos Economistas, André Barreto, destacou hoje, na tomada de posse dos órgãos sociais, o “trabalho notável” realizado pelos colegas e o “enorme crédito” conquistado junto de outras instituições públicas e privadas. Um dos objetivos para este novo mandato é manter a “capacidade técnica” e a “independência”.

Aproveitando a presença do Bastonário da Ordem dos Economistas, o representante regional manifestou interesse em continuar com a colaboração nacional e em cativar mais jovens licenciados para a Ordem. Na sua intervenção, André Barreto disse mesmo que “nem só turismo vive a Madeira” e que estão disponíveis para colaborar com as entidades regionais em prol do futuro da Região e de melhores alternativas económicas.

Rui Leão Martinho, Bastonário da Ordem dos Economistas, falou sobre o percurso da Ordem, que conta agora com cerca de 14 mil membros, 75% dos quais formados na área da gestão, e disse que é preciso continuar a “fortalecer a profissão” e a “dignificá-la”. Na ocasião sublinhou também o “papel independente e equidistante” dos partidos, lembrando que tem havido uma boa receptividade “quer dos governos, quer da oposição” para as medidas que apresentam, ainda que estas nem sempre sejam colocadas no terreno.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest