Desemprego voltou a subir na Madeira

O desemprego diminuiu em todas as regiões do País, com exceção da Região Autónoma da Madeira, onde o aumento foi de 1,1%.

centro empregoDados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) mostram que no final do mês de janeiro de 2015, estavam inscritos como desempregados, nos Centros de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 615 654 indivíduos, número que representa 71,9% de um total de 856 536 pedidos de emprego. O total de desempregados registados no País diminuiu (-12,7%; -89 673), em comparação com o mês homólogo de 2014 e aumentou face ao mês anterior (+2,9%; +17 073).

A nível regional, e comparando com o mês de janeiro de 2014, o desemprego diminuiu em todas as regiões do País, com exceção da Região Autónoma da Madeira, onde o aumento foi de 1,1%. Estão agora inscritos 23 076 desempregados no Instituto de Emprego da Madeira, mais 2,1% que o verificado no mês passado (22 603).

O IEFP revela ainda que ao longo deste mês de janeiro de 2015, inscreveram-se nos Centros de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 68 881 desempregados, número que representa um decréscimo (-7,2%; -5 337) face ao mesmo mês de 2014. Tendo por base informação relativa ao Continente, mantém- se como principal motivo de inscrição dos desempregados o “fim de trabalho não permanente”, representando 39,4% do total. O motivo “despedido” ocupa a segunda posição (10,9%), enquanto a categoria “ex-estudantes” surge em terceiro lugar (8,1%).

Também no final do mês em análise, as ofertas de emprego por satisfazer totalizavam 17 740, nos Serviços de Emprego de todo o País, o que corresponde a uma subida anual (+3,8%; +642) e a uma descida mensal (-6,6%; -1 256). Quanto às ofertas de emprego recebidas ao longo deste mês, estas totalizaram 15 839 em todo o País, número superior ao de janeiro de 2014 (+10,3%; +1 480) e ao do mês anterior (+49,2%; +5 225).

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest