“Madeira Somos Nós” sensibiliza para o Turismo

A Secretária Regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, acompanhou, ontem, in loco, os alunos da turma de 9º ano da Escola Básica e Secundária da Calheta que participam no Projeto de sensibilização para o Turismo “Madeira Somos Nós”, iniciativa integrada no programa de Comemorações dos 600 Anos. Estudantes que, no terreno, visitaram diversos locais de importância turística, desde o MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira aos Engenhos da Calheta, a praia, miradouros, e, inclusivamente, interagindo com profissionais das unidades hoteleiras do concelho, no que constitui a primeira fase deste projeto.

Esta campanha, inédita, visa sensibilizar os mais jovens para a importância do Turismo na Região, dando-lhes a conhecer a sua longa tradição e história, mas, também, reforçando-lhes o conhecimento sobre o grande impacto deste setor na economia e o seu contributo para o PIB e para a criação de emprego.

Ao mesmo tempo, «visa afirmar que estamos perante um sector com muitas oportunidades, inclusivamente diferentes daquelas que existiam há uma geração. Hoje as oportunidades, no Turismo, são cada vez mais diversas e transversais e há um leque alargado de opções que podem ser escolhidas, de acordo com as vocações, para fazer parte daquele que é considerado o melhor destino insular do mundo», explicou a Secretária Regional, tendo sido exatamente esta a mensagem que procurou transmitir aos alunos.

O “Madeira Somos Nós” dirigido, em primeiro lugar, aos alunos do 9º ano, abrange os 11 concelhos da Região e envolve, numa primeira fase, 250 estudantes que estão a ser desafiados a efetuar um vídeo onde exaltam as caraterísticas turísticas dos seus respetivos concelhos. Projeto que culmina com um grande espetáculo, no qual serão projetados os 11 vídeos realizados, envolvendo a presença de todos os alunos. Paralelamente, será lançado um Concurso no Instagram, em que a fotografia mais visualizada será premiada, ação que também pretende chegar a todos os jovens da Região.

Em suma e conforme afirmou Paula Cabaço, aquando da apresentação pública do “Madeira Somos Nós”, «também neste caso as celebrações dos 600 Anos não se limitam a olhar ou a redescobrir o passado. Ajudam-nos, sim, a pensar e a preparar o futuro e a deixar uma marca junto das novas gerações”, além de que, no final desta campanha de sensibilização, «os jovens, independentemente das opções que venham a fazer para o futuro, retirarão, desta experiência, o conhecimento das dinâmicas do sector e, enquanto madeirenses e cidadãos, darão, certamente, continuidade ao nosso maior trunfo, “o saber receber”».

Pin It on Pinterest