Consumo de álcool começa a crescer no São Martinho

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas aumenta com a chegada do São Martinho e os exageros atingem o pico nas semanas que antecedem o Natal.

O presidente da Associação Mão Amiga, Rui Cardoso, considera que o consumo excessivo de álcool aumenta com a aproximação do Natal. Na véspera do dia de São Martinho, em declarações ao CidadeNet este responsável referiu que os excessos começam mais ou menos na altura do São Martinho sendo que as semanas seguintes, até ao Natal, são as mais problemáticas, pois até “os que costumam beber com moderação começam a descontrolar nessa altura”, salienta.

No São Martinho a tendência é para beberem moderadamente salvo alguns excessos por ser uma época festiva, mas a problemática do consumo excessivo de bebidas eleva-se com a aproximação do Natal porque os convites mútuos começam, nessa altura, e há muitas pessoas que começam a beber mesmo em pleno dia de trabalho” explica, acrescentando que há muitas casos de pessoas que andam durante um mês e meio (fins de Novembro e Dezembro) a beber exageradamente.

Rui Cardoso esclarece ainda que no mês de Janeiro há uma maior afluência de pessoas a pedir ajuda na Associação Mão Amiga, exactamente, por terem passado quase dois meses a beber descontroladamente.

Há muitas pessoas que nos procuram no mês a seguir ao Natal porque começam a ter problemas no trabalho e no seio familiar devido aos excessos da época natalícia”, observa.

O presidente da Mão Amiga garante que todos os anos depois do Natal há muita gente a pedir ajuda para “apaziguar” os problemas que criaram com os excessos.

A troca de visitas para ver o presépio e a oferta de bebidas alcoólicas, é a primeira coisa que as pessoas oferecem, levam muitas pessoas a não conseguir dizer não ao álcool porque socialmente é mau dizer não, então vão aceitando tudo o que aparece e até os mais moderados descarrilam”, assegura.

Recorde-se que Associação Mão Amiga continua na Rua Latino Coelho nº45 e todos os dias a partir das 14h30 há sempre alguém para atender as pessoas que depois podem ser ajudas e tratadas gratuitamente.

 [twitter style=”vertical” float=”left”]

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest