Sindicato dos Jornalistas apoia a Greve Geral

O Sindicato dos Jornalistas apoia a Greve Geral de 24 de Novembro.

O Sindicato dos Jornalistas divulgou hoje um comunicado em que aponta 15 razões para os jornalistas apoiarem a Greve Geral de 24 de Novembro. “Os trabalhadores portugueses estão convocados para tomar uma atitude. Os jornalistas também, porque são trabalhadores como os outros”.

Esta decisão prende-se com a crescente precariedade e insatisfação laboral. “Os trabalhadores já pagam uma fatura pesada: em 3,8 milhões de empregados por conta de outrem, 2,3 milhões ganham menos de 900 euros por mês; o salário mínimo é o mais baixo da Zona Euro; a precariedade atinge mais de um milhão de trabalhadores”.

O comunicado esclarece que a dívida externa não é culpa dos trabalhadores. Existe sim por outros fatores como sejam: as sucessivas políticas de desmantelamento do aparelho produtivo, as negociatas com as parcerias público-privadas ou as derrapagens orçamentais em obras públicas.

Os anunciados cortes, tidos como solução única, poderiam ser feitos de outra forma. Não com o agravamento dos impostos, mas, por exemplo, taxando os bens de luxo e as empresas e negócios offshore.

O Sindicato dos Jornalistas não tem dúvidas que, com medidas de austeridade socialmente gravosas e diminuindo drasticamente o poder de compra dos salários, das pensões e de outras prestações sociais, a retração e a recessão afundarão ainda mais a economia, empobrecendo os portugueses e empurrando o país para o desastre.

“Não podemos baixar os braços. Não lutar é estar ao lado dos que nos estão a roubar hoje e a comprometer o futuro coletivo, pois atrás destas medidas outras virão até nos terem reduzido à indigência”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest