Covid-19 atinge executivo britânico

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou hoje, através do twitter, que está infectado pelo coronavírus. O ministro da Sáude, Matt Hancock, também está infectado.
“Desenvolvi nas últimas 24 horas sintomas leves e testei positivo para coronavírus”, escreveu Johnson. “Estou agora em isolamento, mas continuarei a chefiar a resposta do Governo por vídeo-conferência à medida que combatemos este vírus.”
Poucas horas depois, também o ministro da Saúde, Matt Hancock, usou o Twitter para fazer o mesmo anúncio.
“Felizmente para mim, os sintomas têm sido até agora muito leves e tenho sido capaz de continuar a trabalhar na resposta britânica”, disse Hancock no vídeo partilhado no Twitter. “Vou continuar a fazer tudo o que puder para garantir que os nossos profissionais de saúde têm o apoio que precisam.”
Johnson e Hancock não foram os primeiros membros do executivo britânico a testar positivo para coronavírus. No início de Março, a secretária de Estado da Saúde, Nadine Dorries, foi diagnosticada com covid-19 pouco depois de ter participado numa reunião em Downing Street.
O Reino Unido já conta com 11.816 casos de coronavírus e 580 mortes. Os hospitais de Londres, a zona mais atingida pela pandemia, correm o risco de ficarem sobrelotados nos próximos dias, disse na quinta-feira à BBC Chris Hopson, director do departamento que faz a ligação entre o serviço nacional de saúde e o Ministério da Saúde.
O Reino Unido, assinale-se, foi dos últimos países da Europa a implementar medidas mais restritivas de isolamento social para combater o Covid-19. O Executivo liderado por Boris Johnson defendia a chamada ‘imunidade de grupo’ e só mudou de estratégia quando um estudo apontou para a possibilidade de haver 250 mil mortes no país.

Pin It on Pinterest