Padres deixam uma mensagem de esperança

Esta será uma Páscoa diferente para todas as famílias. A situação de pandemia que enfrentamos obriga a que esta festividade cristã seja celebrada em isolamento.

O apelo do Governo Regional da Madeira para que não sejam feitas visitas aos familiares, pais, avós, nestes dias de Páscoa é para cumprir. Em causa, está a saúde de todos de modo a evitar a propagação do vírus COVID-19.

Será, certamente, uma Páscoa ‘amarga’, uma Páscoa sem abraços, sem beijos, sem os tradicionais brindes a que as festas assim o exigem. Sem as trocas de ovos de chocolate entre os mais pequenos no convívio familiar. Mas será uma Páscoa que vai deixar todos a pensar no amanhã.

Se uns aceitam, porque assim tem de o ser pois a saúde está em primeiro lugar, para outros será mais difícil aceitar. Aceitar esta festividade sem a proximidade familiar a que estão habituados.

Para estes, e para todos, segue-se uma mensagem de esperança deixada por alguns padres madeirenses.

D. Nuno Brás

«Com fé, esperança e caridade havemos de passar esta tormenta. Ofereçamos a Deus e aos outros o sacrifício de ficar em casa».

Pe. José Luís Rodrigues

«Estamos numa pandemia, no contexto em que a inquietação, a incerteza, tomou conta de nós. Fomos privados de tanta coisa, de que nós gostamos tanto de fazer no nosso dia a dia. Mas, tendo em conta que o vírus que apareceu é muito contagioso, mortífero, portanto, nós temos que seguir as recomendações que as autoridades nos têm apresentado. Obviamente, que isto requer um esforço da nossa parte porque nós gostamos da nossa casa e é verdade, mas gostamos dela para trabalhar, nalguns casos, e para descansar. O resto do tempo gostamos de andar fora, contactar com pessoas, e fazer também o nosso trabalho que implica sair de casa. Mas no tempo em que já se está a viver, em que já se viram tantas restrições, somos chamados para ficar em casa. Para que, de facto, dessa forma militante, consciente, nós possamos ser solidários. Sobretudo com aqueles que estão na linha da frente, a acolher os doentes, os hospitais, os médicos, o pessoal de enfermagem, o pessoal auxiliar, tantas e tantas pessoas que estão direta ou indiretamente ligados à Saúde.

Queremos, verdadeiramente, que os cidadãos tomem consciência disso para não serem contagiados. Porque nós depois precisamos continuar a nossa vida, porque temos esperança e temos que alimentar essa esperança e testemunhar essa esperança, porque tudo isto vai passar. Esta tormenta, esta tempestade. Estamos todos no mesmo barco, como dizia o Papa Francisco, ninguém se salva sozinho, também ele disse. Por isso mesmo, façamos tudo o que esteja ao nosso alcance neste aspeto do ficar em casa, para que não sejamos contaminados, nem contaminemos ninguém. E assim continuarmos, de facto, a nossa vida, na paz, na segurança, na felicidade. Um grande abraço a todos. Fiquem em casa».

Pe. Fábio

«Olá, sou o padre Fábio, estudando aqui em Lisboa, estou em casa, junto à cruz, no meio do sofrimento nós recebemos uma mãe. Coloquemos em Maria toda a nossa esperança. Tudo vai ficar bem».

Pe. Élio Gomes

«Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos. Irmãos e irmãs que esta citação bíblica vos traga confiança e coragem, e sobretudo responsabilidade de ficarmos em casa».

Pe. Carlos

«Ser cristão é viver consciente da realidade que nos envolve, com os sentimentos e gestos de Deus. Conscientes desta pandemia, façamos tudo aquilo que nos é possível para combatê-la. Fique em casa, não só por si mas por todos».

Pe. Pedro

«Estamos todos no mesmo barco que não se afundará, com alegria, fé, esperança e confiança, havemos de vencer esta batalha, este vírus. Cuida-te e assim cuidarás dos outros».

Pe Juan

«Olá amigas e amigos, neste tempo de incertezas não deixemos de confiar naquele que é a nossa rocha e refúgio, e acreditemos que verdadeiramente tudo vai ficar bem».

Pe. Bernardino Andrade

«Olá, eu sou o padre Bernardino Andrade. Deus diz na Bíblia 365 vezes as palavras ‘não tenhas medo’. E a razão sempre é que aconteça o que acontecer Eu estou contigo. Se Deus é por mim, quem será contra mim. Viver a acreditar que amanhã será melhor. Deus gosta muito de si, e eu também».

Pe. Marcos Pinto

«Como os discípulos de Emáus diziam a Jesus Cristo: Ficai connosco senhor porque anoitece. Sentimos isso uma certa noite na nossa vida neste momento. Vamos pedir a Nossa Senhora do Carmo que interceda por nós, e de uma maneira muito especial por todos aqueles que estão na linha da frente no combate a esta pandemia. Fiquem em casa por eles e por nós. Vai correr tudo bem».

Cónego Marcos

«Também as dificuldades vivemos nas mãos de Deus com coragem, com serenidade, com a oração. Cuida de ti, cuida daqueles que amas. Sê responsável. Cuida de todos nós. Fica em casa».

Pe. Ricardo

«Diz-nos o Salmo 26, versículo 14, confia no Senhor, sê forte. Tenhamos confiança, tenhamos esperança, tudo vai correr bem».

Pe. Hélder

«Olhando para a imensidão do mar recordo a sua infinitude. Nele navegam muitos barcos, mas há um barco que nos leva a todos que é o barco da vida. Jesus está connosco, com Ele corre bem. Fica com Jesus, fica em casa».

Pe. Luís Miguel

«O vento é contrário e estamos todos no mesmo barco. Mas eis a palavra de Jesus, ânimo, não tenhais medo. Vivamos em virtude da esperança por ti, por mim, por todos. Fique em casa. Juntos venceremos na oração. Vai ficar tudo bem».

Pe. José Luís

«Perante o momento que vivemos, todo o cuidado é pouco. Vamos cumprir rigorosamente todas as medidas anunciadas, e como crentes não vamos desanimar. Muita fé, muita esperança, unidos vamos conseguir. Depois da tempestade vem a bonança. Deus é grande, confiemos».

Pe. Giselo Andrade

«Com Deus vai tudo correr bem, unidos em oração. Confiança».

Pe. Adelino

«Caros paroquianos, espero que todos estejam bem. Família que reza unida é família que permanece unida. Confiemos, por isso, na força da oração. Unamos ao Santo padre e a todos os que pelo mundo inteiro invocam ao Senhor. Façamos nosso o cântico que nos diz: Segura na mão de Deus pois ela te sustentará. Rezemos hoje pelos outros. Eu rezo por todos vós, rezai também por mim. Que o Senhor a todos nos abençoe e proteja».

Pe. Ignácio

«Caros irmãos, nestes momentos difíceis tenhamos esperança em Jesus Cristo. Somos chamados a anunciar esta esperança a toda a humanidade. Protege-mo-nos ficando em casa».

Cónego Fiel

«Aqui na minha casa e tendo presente as palavras dos discípulos de Emaús quando convidaram o Senhor para ficar com eles também nos somos convidados a ficar em casa. Vamos fazê-lo, o Senhor está connosco e tudo vai ficar muito bem».

Pe. Vicente

«Caros cristãos e não cristãos, estamos todos no mesmo barco mas Deus nunca nos abandona. Confiemos na sua bondade e misericórdia, e cuidemos uns dos outros».

Pe. Martins Júnior

Aos veteranos octagenários como eu, persistência para cumprirmos as normas da Saúde. Aos mais novos, ajudem-nos e ajudem-se a si próprios nesta travessia pelo deserto até chegarmos à Páscoa global. Aleluia!».

Pe. Silvano

«O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará. É esta palavra que levamos no nosso coração. Tudo vai ficar bem. Vamos ficar em casa. Vamos ficar em paz, e que Deus a todos vos abençoe».

Pin It on Pinterest