Fenomeno Coelho

 

Coelho: não vou desiludir o povo da Madeira

Foi um dos resultados mais surpreendentes da noite eleitoral de domingo. O Partido Trabalhista Português, encabeçado por José Manuel Coelho, elegeu três (3) deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira. Ontem, num balanço à campanha, aos resultados obtidos e à confiança do eleitorado, garantiu uma postura interventiva.

O Partido Trabalhista Português (PTP) surpreendeu tudo e todos ao eleger três deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira. Até José Manuel Coelho, cabeça-de-lista daquele partido, mostrou-se surpreendido com os 6,8% de votos obtidos. Os trabalhistas sagram-se como a quarta força política, ultrapassando partidos como a CDU/Madeira, o Partido da Terra ou a Nova Democracia.

Achei que eram votos acima do normal, isto porque obtive votos em locais onde não desenvolvi contactos com as pessoas. Nada se consegue sem trabalhar e eu tive pouco dinheiro para esta campanha e para a propaganda, mas os madeirenses e os portossantenses deram-me um voto de confiança”.

E é tendo por base esta votação, cerca de 10.112 votantes, que Coelho comprometeu-se a ajudar toda a população. Na Assembleia Legislativa da Madeira ficou anunciado, desde já, o chumbo a todas as medidas de austeridade que venham prejudicar a população, como sejam o aumento de impostos ou os cortes sociais.

O povo não suporta mais sacrifícios e muito menos o duplo sacrifício que a República nos quer impor. As famílias, as empresas, os desempregados e os pobres não podem pagar pelos erros, pelo esbanjamento, do Governo Regional”.

O dirigente sublinhou que a maioria do Partido Social Democrata esteve por um fio. Aliás, não fossem ilegalidades, como o transporte de doentes e idosos para votar e as “aldrabices nas assembleias de voto”, Alberto João Jardim teria ficado em maus lençóis.

 

Pin It on Pinterest