MPT questiona banca

O MPT quer saber se há risco para as economias dos madeirenses.

O líder do MPT Madeira deslocou-se hoje junto ao Banco de Portugal para lembrar que no âmbito da cimeira da União Europeia vários bancos, entre os quais três portugueses com filiais na Madeira, foram obrigados a perdoar uma dívida de 50% resultante do empréstimo feito pela Grécia.

Assim, desafiou os bancos (BPI, BCP e CGD) a esclarecerem junto aos seus clientes, se o dinheiro dos depositantes está em causa e se as economias das pessoas estão de algum modo ameaçadas em virtude do perdão imposto. Recordando o caso BPN João Isidoro reforçou que “os bancos têm que esclarecer aos seus clientes se podem continuar a ter confiança nos seus depósitos”.

Algumas taxas aplicadas pela banca também mereceu a atenção do deputado único do MPT. No seu entender, todos os depositantes têm que estar atentos aos extratos bancários uma vez que os bancos “são especialistas em colocar taxas que resultam em milhões de euros obtidos de forma ilegal. É quase um roubo”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest