60% dos reclusos cumpre pena por tráfico de estupefacientes

60% dos reclusos do Estabelecimento Prisional do Funchal cumpre pena por tráfico de estupefacientes.

O Estabelecimento Prisional do Funchal assinalou, hoje à tarde, a Festa de Natal. 315 reclusos (homens e mulheres) assistiram a um espectáculo de animação que incluiu o Skecht Humorístico EPF TV e a actuação da ACRAM – Associação Cultural e Recreativa dos Africanos da Madeira.

À margem do evento, Fernando Santos, director daquela instituição, deu conta que 60% dos reclusos, quer em prisão preventiva, quer em prisão efectiva, cumpre pena por tráfico de estupefacientes.

O Estabelecimento Prisional do Funchal apesar de necessitar de algumas obras de manutenção, “que se impõem”, apresenta algum nível de qualidade, se comparado com o todo nacional.

Já em termos de guardas prisionais, não sendo um número elevado, é o adequado para a vigilância. “Temos um rácio razoável de guardas. Estamos a falar de aproximadamente 140 profissionais”.

Este ano foram enviados, para a Presidência da República, 17 pedidos de indulto. A decisão chega pouco antes do Natal. E a par destas saídas, ocorrem também algumas saídas precárias para a passagem do Natal em casa.

Fernando Santos acrescentou ainda que, nos últimos anos, a taxa de reincidência não chega aos 20%. “Fazendo uma análise mais específica, é um grupo muito restrito. São sempre os mesmos que vão regressando. Fazemos tudo para que não regressem, mas regressam por razões várias.

Também o secretário regional dos Assuntos Sociais, Francisco Jardim Ramos, marcou presença no evento. Aos reclusos deixou uma palavra de esperança e mostrou-se confiante numa rápida inserção dos mesmos na sociedade civil.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest