Natal: portugueses preferem receber vestuário, perfumes e relógios

Inquiridos têm entre os 18 e os 65 anos.

O Observador Cetelem perguntou aos portugueses que presentes gostariam de receber este Natal. A maioria prefere vestuário (29%), perfumes e relógios (24%) e produtos culturais (19%). Esta mesma análise do Cetelem revelou ainda que serão os chocolates (76%) e o vestuário (69%) a liderar as intenções de ofertas para este Natal. O vestuário surge como o presente que reúne maior consenso entre os que oferecem e os que recebem.

Telemóveis (8%), viagens e lazer (5%), cabazes (4%), equipamento informático (3%), electrodomésticos e produtos tecnológicos (2%), vouchers de ofertas (1%), jogos electrónicos ou videojogos (1%) e brinquedos (1%) são as categorias de produtos menos referenciadas no inquérito realizado pelo Observador Cetelem.

Nos inquiridos entre os 18 e os 65 anos a maioria dos inquiridos mostrou preferência por receber peças de vestuário. Apenas para os inquiridos entre os 25 e os 34 anos, os perfumes e os relógios surgem como primeira opção (31%), o vestuário em segunda (30%) e os produtos culturais em terceira (29%). Apenas nesta faixa etária a diferença de pontos percentuais (p.p) é tão reduzida.

Um ponto diferenciador nesta análise sobre os presentes que os portugueses mais gostariam de receber este Natal, é o facto dos inquiridos do Porto preferirem os produtos culturais (18%), ao vestuário (17%) e aos perfumes e relógios (12%), contrariando a média nacional.

Esta análise foi realizada em colaboração com a Nielsen e aplicada, através de um inquérito quantitativo, a 500 indivíduos de Portugal Continental, de ambos os sexos, dos 18 aos 65 anos, entre o período de 3 a 4 de Outubro de 2011. O erro máximo é de + 4,4 para um intervalo de confiança de 95%.[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest