Jardim: “É difícil dialogar com o Estado Central”

Jardim assume diálogo difícil com o Estado, no que concerne ao plano de ajustamento.

O presidente do Governo Regional recebeu, há instantes, os cumprimentos de Natal e Ano Novo do Corpo Consular acreditado no Funchal. Jardim aproveitou para dar conta dos constrangimentos que afectam a União Europeia e, em particular, a Região Autónoma da Madeira.

“Como todos sabem a Madeira tem também o peso da dívida pública que, tal como a dívida portuguesa, é apanhada neste contexto europeu”, disse, reafirmando, no entanto, que a mesma é decorrente das infra estruturas realizadas, mas também do incumprimento da Constituição Portuguesa.

Isto porque o Estado fugiu às suas responsabilidades em determinadas áreas, como a saúde ou a educação. “Qualquer transferência de competências implica a transferência dos respectivos meios financeiros”. Sendo que a Madeira assumiu, nestas áreas, cerca de 9 mil milhões de euros.

“A Região Autónoma da Madeira, para além de todo este quadro de dificuldades em que vai ter que agir em 2012, está novamente numa situação em que é difícil dialogar com o Estado Central”, admitiu. Não esquecer que o plano de ajustamento financeiro ainda não está estabelecido.

Jardim falou igualmente da necessidade da União Europeia adoptar medidas para resolver a crise sistémica. “Todos nós sabemos que a União Europeia não encontra o consenso e se calhar também não encontra os homens e as mulheres que necessita para fazer as transformações que se impõem”.

No decorrer da visita do Corpo Consular, recordaram-se os três actos eleitorais que marcaram o ano 2011 e os custos dos mesmos para a sociedade portuguesa. Custos que não são apenas materiais, mas que representam, muitas vezes, “o adiamento de soluções ou a espera que sejam os novos governos a resolverem as coisas”.

Alberto João Jardim concluiu mesmo dizendo que teme que a situação socioeconómica piore. “Penso que isto ainda não é nada, o que está a suceder, a não ser que os países tenham laivos de bom senso e comecem a se mexer”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]


PUB