Pinheiros de Natal com pouca saída

A venda de pinheiros de Natal diminuiu em comparação com os anos anteriores.

Os comerciantes de pinheiros de Natal, instalados na Avenida do Mar e das Comunidades Madeirenses, queixam-se que as vendas este ano estão aquém das expectativas.

“Este ano a crise tem sido motivo para as pessoas comprarem menos. Outra situação não seria de esperar, mas mesmo assim vamos conseguindo vender uns pinheirinhos ou umas ramagens”, apontou Paula Santos.

Aquela vendedora referiu, ainda, que tem para venda pinheiros entre os 10 e os 40 euros. “Normalmente, as pessoas optam quase sempre pelos preços mais baixos”, observou.

Num espaço mais ao lado, Maria Vieira também se queixou  que o negócio tem andado fraco. “Este ano, as pessoas têm optado muito pela compra de pequenas ramagens para fazerem algumas decorações nas suas casas. A nível de pinheiros tenho vendido muito pouco. É a crise… toda a gente fala da crise”, frisou.

Maria Vieira acrescentou, ainda, que para contornar a situação teve de baixar os preços. “Se não baixasse os preços então é que não vendia nada”, sublinhou.

Por sua vez, Gilberto Teixeira também confirmou que no presente ano as vendas não têm sido muito famosas, referindo que diversas pessoas estão a optar pelos pinheiros artificiais comprados em anos anteriores.

“Noto que as pessoas tentam gastar o mínimo possível, o que tenho vendido mais são ramagens. A nível de pinheiros também já vendi alguns, mas tive de baixar os preços”, transmitiu Gilberto Teixeira.

Contudo, aquele responsável mostrou-se otimista que as vendas cresçam mais na véspera do Natal.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest