Narco-estado

Existe uma verdadeira indústria do sequestro na Venezuela auspiciada e protegida pelo governo. Desde 1999 e por cada ano que passa aumentam os casos drasticamente com relação ao ano anterior. Uma década atrás havia um sequestro por semana agora são dezenas ao dia. No ano 1998 houve apenas 51 raptos durante todo a ano. Os sequestros são mais lucrativos e de menor risco que assaltar um banco ou um camião de valores. Até parece um filme, ainda á dias desmantelaram uma banda de raptores constituída por polícias chefiada pelo mesmo comandante de polícia. Raptavam logo vendavam-lhes os olhos e guardavam as vítimas mesmo dentro dos calabouços até cobrar o resgate aos familiares. Para estes polícias, é um grande negócio cobrar num só dia mais do que recebem anualmente pelo seu trabalho. Ganham imensas sumas de dinheiro provenientes de uma indústria criminal que vai desde o narcotráfico até à extorsão ao sequestro e ao lavado de dinheiro. Amassam grandes fortunas de forma ilícita e depois compram consciências minando os valores éticos e morais de qualquer Povo. O estado venezuelano tem sido tão incapaz e ineficaz que praticamente transformou-se num narco-estado, são 400 toneladas de estupefacientes que passam por Venezuela todos os anos. Mais de 50% dos carregamentos de droga interceptados no Atlântico, provinham da Venezuela, e apenas 5% da Colômbia. Este governo déspota apoia e protege a grupos terroristas que nascem da indolência e do ódio à vida. Este governo foragido vem bombardeando sistematicamente o sistema democrático, mediante uma etapa de terror com a firme intenção de destruir as instituições republicanas. Com essa perversa acção pública e notória espanta o progresso a ordem e a paz, desconhecendo o direito penal humanitário e ameaçando as liberdades essenciais e os direitos humanos. O investimento militar é 15 vezes superior ao do investimento para a segurança das pessoas. Ao inaugurar na Venezuela um busto e uma Biblioteca com o nome do chefe das FARC, Manuel Marulanda é de doidos. Por isso este é um governo sem ética e que não acredita na democracia. Venezuela tem um mandatário que é mais militar que presidente civil. Este regime vive do medo e da repressão, por tal motivo necessita cada dia mais fuziles para manter-se no poder.

Pin It on Pinterest