Loja do Cidadão registou 855 mil atendimentos em 2011

A Loja do Cidadão registou 855 mil atendimentos no ano passado mais onze mil atendimentos do que em 2010.

A Loja do Cidadão do Funchal registou, no ano de 2011, 855 mil atendimentos mais 11 mil do que em igual período de 2010. O número foi avançado ao CidadeNet pelo director da Loja do Cidadão, João Luís Lomelino. “Em 2011 ultrapassamos o número de atendimentos de 2010, ou seja, tivemos 844 mil atendimentos em 2010 e 855 mil em 2011 é um aumento significativo num ano complicado, o que revela que demos uma boa resposta às necessidades dos cidadãos”, afirmou. Este responsável explicou que a contabilização não é feita pelo número de pessoas mas sim pelos atendimentos porque um utente pode fazer mais do que um atendimento ao utilizar mais do que um balcão.

Num balanço ao ano de 2011 este responsável considerou que apesar das dificuldades sentidas em alguns sectores a Loja do Cidadão efectou um bom trabalho e pelos inquéritos realizados junto da população sobre os serviços prestados o “feedback foi positivo”.

Já no que concerne, ao balcão que teve maior número de atendimentos João Lomelino revelou que foi o balcão da Empresa de Electricidade da Madeira seguido dos três balcões da direcção regional da Administração da Justiça.

“A Empresa de Electricidade da Madeira em balcão individual foi o que teve mais procura e maior número de atendimentos, sendo que se juntarmos o três balcões da direcção regional da Administração da Justiça estes estão também na linha da frente”, explicou.

Sobre o ano de 2012 o director da Loja do Cidadão está consciente que será um ano difícil, no entanto, acredita que a Loja do Cidadão vai conseguir manter os objectivos traçados até ao momento.

“Para este ano devido às dificuldades financeiras poderemos ter problemas na área técnica mas vamos ver se conseguimos manter o nível que tivemos em 2011”, assegurou.

João Lomelino sublinhou que na generalidade os utentes da Loja do Cidadão estão satisfeitos com os serviços prestados embora existam alguns balcões onde o tempo de espera seja um pouco maior casos da Segurança Social e das Finanças.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]  [twitter style=”vertical” float=”left”][fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest