CDS apresenta medidas alternativas à austeridade

 I Encontro dos Autarcas do CDS-PP Madeira decorreu hoje, na sede do partido.

 

O I Encontro dos Autarcas do CDS-PP Madeira serviu para um balanço à actual situação política e económica da Região. José Manuel Rodrigues, líder do partido e também deputado na Assembleia da República, manifestou algumas preocupações em relação ao Plano de Ajustamento Financeiro.

“O CDS desde logo considerou que este programa de assistência financeira não servia à Madeira. É mau para a Madeira e para os madeirenses”, apontou, acrescentando que as medidas são tão gravosas que exigem uma explicação concreta às populações.

O líder popular acusou ainda o Governo Regional de má gestão dos dinheiros públicos e de ter um modelo de desenvolvimento baseado em obras públicas, “muitas delas inúteis e sem retorno financeiro”.

O aumento do desemprego, o encerramento de empresas e a falta de competitividade do sector turístico têm na sua origem as decisões do PSD. E, por isso, o CDS pretende agora um maior controlo das finanças regionais.

José Manuel Rodrigues sugeriu o retomar das negociações com a República, “no sentido de que 2,5% das privatizações realizadas na Região possam reverter para os cofres regionais”, o perdoar dos juros de mora das empresas de construção civil e um maior controlo do programa POSEIMA, entre outras ideias para ajudar a ultrapassar esta crise.

Lembre-se que o CDS-PP vai começar, este fim-de-semana, as sessões de esclarecimento com os cidadãos para apresentar as suas medidas para fazer face à crise que se vive na Madeira, a maior desde a implantação da Autonomia. O primeiro encontro terá lugar amanhã, pelas 19h30, no concelho de Santana.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

 

Pin It on Pinterest