Coelho alerta para despedimentos na ECM

PTP diz que estão a desviar os ativos da empresa para São Tomé e Príncipe.

O Partido Trabalhista Português (PTP) esteve hoje, junto à Empresa de Cervejas da Madeira, para alertar para o despedimento de alguns trabalhadores.

“O Conselho de Administração da Empresa de Cervejas da Madeira vai despedir 30 trabalhadores. Eles estão a automatizar determinados serviços e, por isso, estão a reduzir pessoal”, disse José Manuel Coelho, acrescentando que tantos outros estão a ser obrigados a reduzir os ordenados em 25%.

Esta situação de exploração laboral deriva também do facto da empresa não apresentar lucros. “O senhor Dionísio Pestana comprou aquilo aos acionistas e agora está a desviar os ativos da empresa para São Tomé e Príncipe. É uma maneira de não apresentar lucros e não pagar impostos na Região.”

O deputado trabalhista acusou a Empresa de Cervejas da Madeira e outros grandes grupos empresariais de afundarem a economia madeirense. “Porque, em vez de contribuírem para o saneamento das finanças públicas regionais, deixam a carga fiscal em cima das pessoas mais pobres”.

A ação política do Partido Trabalhista Português serviu igualmente para apelar à participação na Greve Geral de 22 de Março. “O PTP vai apoiar sempre os trabalhadores que lutam pelos seus direitos”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest