Chuva ‘atrapalha’ Feira da Lagartixa

O evento voltou a realizar-se este sábado na zona histórica de Santa Maria.

“Hoje a iniciativa conta com menos feirantes devido à chuva”, lamentou Senhorinha Rodrigues, acrescentando que mesmo assim “tem vendido algumas coisinhas”.

Senhorinha Rodrigues fez-se representar na feira com uma variedade de artigos de artesanato, referindo que os seus principais clientes são os turistas. “O madeirense vem ver. Gosta, mas devido à crise tem outras prioridades de consumo”, indicou.

Andando uns metros mais à frente encontramos José Fragoas, que nos disse que, apesar da chuva, “espera vender alguns artigos”.

Apesar de um grande número de turistas no local, provenientes de dois navios de cruzeiro que escalaram hoje o Porto do Funchal, o feirante apontou que os seu principais clientes são os madeirenses.  “Há sempre algum artigo que interessa aos madeirenses. Os turistas estrangeiros também gostam de certos artigos que tenho em exposição, mas não compram porque não os podem levar para bordo, dado que são volumes grandes”, explicou.

Um dos produtos que José Fragoas destacou foi um antigo taxímetro, o qual estava a ser vendido por 100 euros. “Este taxímetro ainda funciona, ainda é do tempo da moeda antiga (escudo)”, sublinhou.

Mais ao lado, Maria Jesus queixava-se que o dia estava fraco devido à chuva, destacando que costuma participar com frequência na “Feira da Lagartixa”.

“Nas edições anteriores tenho conseguido vender sempre algumas peças, um croché, uns bordados, uma cerâmica, um Menino Jesus. Tenho aqui, por exemplo, uma toalha de linho puro que estou a vender por 80 euros. Os madeirenses gostam deste tipo de artigos”, realçou a feirante.

Decorrendo todos os sábados na zona velha do Funchal, a Feira de Velharias e Artesanato, popularmente conhecida por “Feira da Lagartixa”, tem fins caricativos, uma vez que os feirantes contribuem com um donativo para a associação CRIAMAR.

Neste certame os visitantes poderão encontrar uma variedade de velharias, designadamente: relógios antigos, selos, postais, moedas, porta chaves, ferraduras, cafeteiras, entre outros artigos. O evento reúne também várias peças de artesanato regional.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest